quinta-feira, 13 de julho de 2017

Bahia: Pastor é preso por lesar dezenas de pessoas em Feira de Santana; seu escritório funcionava dentro da igreja


Operação da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), com sede em Feira de Santana, cumpriu, na segunda-feira (11), um mandado de prisão preventiva contra o pastor João Alves Filho, o Pastor João, cujo escritório de trabalho fica no andar de cima da igreja Casa do Povo, naquela cidade. O mandado foi expedido pela 2ª Vara Crime, da Comarca de Feira. Foto: Polícia Civil O pastor é acusado de ter, por meio da GHP Empreendimentos, de sua propriedade, lesado dezenas de pessoas vendendo terrenos de um loteamento ilegal no bairro Olhos d’Água, também em Feira de Santana. Quatro mandados de busca e apreensão também foram cumpridos, resultando na apreensão de computadores e documentos, que estavam em diferentes imóveis usados pelo pastor. Submetido a exames de lesão corporal no Departamento de Polícia Técnica (DPT), pastor João foi encaminhado ao Presídio Regional de Feira Santana, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Policiais da Coorpin de Feira de Santana cumpriram mandado de prisão preventiva expedido pela 2ª Vara Crime, daquela cidade (Foto: Polícia Civil)

Grana fácil! Gustavo Mouco, Irmão de marqueteiro de Temer leva conta do governo

"Acaba de sair o resultado do edital de propaganda da Secom: NBS, Calia e Artplan foram as agências vencedoras. As três terão um orçamento de R$ 208 milhões", informa o jornalista Lauro Jardim; "Quem deve estar feliz com o resultado é o marqueteiro de Temer, Elsinho Mouco. Gustavo Mouco, seu irmão, é o dono da Calia"

O governo de Michel Temer, tido como corrupto por 80% dos brasileiros, segundo pesquisa divulgada nesta quinta-feira, nunca surpreende. Abaixo, nota de Lauro Jardim: Acaba de sair o resultado do edital de propaganda da Secom, o principal do governo federal: NBS, Calia e Artplan foram as agências vencedoras. As três terão um orçamento de R$ 208 milhões. Há quase um ano aberta, a licitação estava em fase recursal e terá validade por cinco anos, com a possibilidade de a contratação ser renovada ou não a cada ano. Quem deve estar feliz com o resultado é o marqueteiro de Temer, Elsinho Mouco. Gustavo Mouco, seu irmão, é o dono da Calia.

Marluce Quadros Vieira Lima, Mãe de Geddel tem pensão de R$ 26 mil da Previdência Parlamentar do Ceará

A mãe do ministro da Secretaria de Governo da Presidência, Geddel Vieira Lima, recebe desde janeiro deste ano uma pensão de R$ 26 mil mensais da Caixa de Previdência Parlamentar do Ceará, por causa de 16 anos de contribuição de seu marido, o ex-deputado Afrísio Vieira Lima, morto em 10 janeiro deste ano; Geddel, por sua vez, que é o encarregado dentro do governo Temer de encaminhar o apoio à reforma da Previdência no Congresso, aposentou-se, em 2011, após 20 anos de mandatos consecutivos na Câmara dos Deputados

A mãe do ministro da Secretaria de Governo da Presidência, Geddel Vieira Lima, recebe desde janeiro deste ano uma pensão de R$ 26 mil mensais da Caixa de Previdência Parlamentar do Ceará, por causa de 16 anos de contribuição de seu marido, o ex-deputado Afrísio Vieira Lima, morto em 10 janeiro deste ano. Geddel, por sua vez, que é o encarregado dentro do governo Temer de encaminhar o apoio à reforma da Previdência no Congresso, aposentou-se, em 2011, após 20 anos de mandatos consecutivos na Câmara Federal. O peemedebista tinha 51 anos, à época, e já afirmou que não vai renunciar aos R$ 20.354,15 mensais que recebe atualmente, acumulando-a aos R$ 30.934,70 do salário de ministro da Secretaria de Governo. Detalhe: ela tem muito dinheiro. Segundo o próprio Geddel, "meu pai casou com uma mulher rica", de acordo com publicação do Diário do Centro do Mundo. Essa declaração foi dada em 2000, à Folha, que investigava denúncias de Antônio Carlos Magalhães (ACM), então presidente do Senado, sobre suspeitas de irregularidades nas compras de fazendas de Geddel. Fonte: Bahia 247

Geddel teria 'influência criminosa' sobre Judiciário, acusa MPF-DF

Foto: Agência Brasil

Na mesma petição em que fez um novo pedido de prisão preventiva do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) (veja aqui), o Ministério Público Federal (MPF) apontou que o peemedebista alegou ao operador financeiro Lúcio Funaro “exercer influência criminosa sobre o Poder Judiciário”. Segundo os procuradores, Geddel insinuou ter capacidade de influenciar decisões judiciais e, por isso, poderia interceder em favor de Funaro em processos na Operação Sépsis, na qual é réu. Em troca, o ex-ministro pretendia não ser delatado por ele em acordo de delação premiada. Em depoimento, o doleiro relatou uma ligação do peemedebista para sua esposa, Raquel Pitta, na qual ele informou que “estaria indo para Brasília/DF e falaria com [Eliseu] PADILHA [ministro da Casa Civil], para tentar resolver a situação de LÚCIO”. Esta conversa aconteceu na ocasião da prisão de Funaro. Ainda segundo o doleiro, Geddel chegou a reclamar pelo de fato de ele ter trocado seu advogado porque a mudança teria deixado a situação “ruim para o juiz”. “Ao protestar contra a troca do patrono de LÚCIO BOLONHA FUNARO, insinua ter a capacidade de influenciar decisões do Poder Judiciário, agindo como verdadeiro vendedor de ‘fumaça’, indicando, inclusive, que teria, com a troca de advogados, ‘ficado ruim para o Juiz’. ‘Juiz’, no contexto que se extrai do depoimento e dos fatos envolvidos, deve ser entendido como ‘magistrado’, ou seja, membro do Poder Judiciário. É certo que, ao mencionar o possível contato com um membro julgador, GEDDEL VIEIRA LIMA tenta macular a credibilidade e a moralidade do Poder Judiciário Federal, vendendo sua pretensa influência a fim de obter benefício ilegal (não ser delatado ou incriminado por LÚCIO BOLONHA FUNARO)”, sustentam os procuradores. O pedido do MPF está sendo analisado pelo juiz Vallisney Oliveira, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1). Nesta quarta (12), o desembargador Ney Bello, do TRF-1, reviu a primeira decisão de Oliveira, que decretou a prisão de Geddel, e autorizou o ex-ministro a cumprir prisão domiciliar. Ele terá que usar tornozeleira eletrônica e está proibido de “manter contato, por qualquer meio de comunicação, com os demais indiciados, denunciados ou investigados e familiares dos próprios que assim o sejam em inquéritos ou processos em curso, nos quais conste como investigado”. por Bruno Luiz

Petistas sobre a condenação de Lula: Veja a seletividade do governador da Bahia, Rui Costa

O Governador da Bahia, Rui Costa, comentou em uma rede social, sobre a condenação de Lula pelo Juiz Sérgio Moro. Ele disse lamentar a decisão e usou os velhos clichês usados por petistas, mas, sem comentar nenhuma das acusações que Lula e seu partido estão envolvidos. Sempre com o velho papo batido da justiça social e toda aquela lenga-lenga, como se qualquer feito justificasse crimes, propinas e politicagens... É engraçado, que quando surge uma delação que joga na lama os adversários do PT, todos eles divulga, debocham e propagam a notícia, também quando alguém desafeto é preso, todos comemoram. No entanto, quanto é alguém aliado, eles sempre recorrem ao vitimismo e a desculpa da "perseguição política..." , isso não cola mais governador! Vamos trabalhar pela segurança pública que está horrível, educação e principalmente crise hídrica que vossa excrecência está ignorando. Em especial, o governo do Senhor já matou o Rio Itapicurú Mirim e está fazendo o mesmo com o Rio Itapicurú Açu e nós exigimos que a Embasa e órgãos do estado, parem de prender a água nas barragens e reviva o Rio pois ele é um patrimônio de todos os ribeirinhos e não apenas da Embasa...

Queimadas Bahia: pressione seu vereador pelo fim da CIP

Queimadas Bahia: pressione seu vereador pelo fim da CIP

Povo unido jamais será vencido


Em entrevista na Rádio Queimadas FM, o prefeito da cidade de Queimadas Dr. André Andrade, afirmou que está cumprindo ordem fiscal e que a renúncia fiscal é crime. E desobedecer a responsabilidade fiscal, poderia ter seu mandato cassado por improbidade administrativa, caso não faça a cobrança da CIP (CONTRIBUIÇÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA). Será que ele está mesmo certo? Então porque prefeitos anteriores que também precisavam obedecer a mesma lei não se voltaram a essa cobrança? Se é mesmo assim, o único caminho então é que o povo passe com muita veemência a cobrar dos vereadores a revogação ou alteração da Lei, ou ainda um efeito suspensivo (liminar ), junto à justiça; até que se chegue a um denominador comum. A participação de todos os moradores de Queimadas é muito importante nesse contexto. Assim, todas as entidades, como sindicatos, empresas e líderes comunitários, deveriam estar sempre a disposição da população queimadense, em defesa do povo. Associações, Vereadores, sindicatos e empresas, rádios, blogues e todos que podem cobrar acima de tudo a principal de todas as leis que é a que garante sempre os Direitos humanos, sendo estas aliadas a justiça social. Dessa forma, qualquer cobrança indevida, deve ser repudiada pelo povo de Queimadas.

'Temer era destinatário de mala com R$ 500 mil', reitera Janot em resposta ao Psol

Foto: Lula Marques / Agência PT

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, reafirmou acreditar que o presidente Michel Temer seria o destinatário da mala de R$ 500 mil que foi entregue ao ex-deputado Rodrigo Rocha Loures. A afirmação foi realizada em resposta a questionamentos da bancada do Psol na Câmara. A posse de Temer da propina foi uma das bases da denúncia realizada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) que está em análise na Câmara dos Deputados. Durante a resposta ao documento, o procurador-geral afirmou que a gravação da conversa entre Joesley Batista e o presidente teria sido de forma espontânea, desmentindo a especulação da defesa de Temer de que a gravação teria sido orientada por investigadores do Ministério Público. De acordo com o jornal Estadão, Janot chega a citar cinco pontos que comprovam que Temer seria o destinatário da mala, como a reunião entre Temer e Joesley no Jaburu, agendada por Loures; a conversa entre os dois apresentariam "vários fatos ilícitos", na visão de Janot, e mostraria com clareza de que Loures seria o interlocutor entre Temer e Joesley; após Temer ter indicado Loures como interlocutor, Joesley trata de benefícios a serem obtidos pela J&F com o Governo Federal, o valor que Joesley pagaria seria uma contrapartida; para Janot, Loures não estava agindo em nome próprio, o que seria comprovado com o conteúdo das gravações; por fim, o procurador-geral da república afirma que a filmagem de Loures recebendo a mala de um executivo da J&F seria mais uma evidência.

Eles viraram às costas pra justiça e abraçaram a impunidade! Deputados aprovam relatório favorável a Temer na CCJ


Nomes de deputados pra nunca mais votarmos: Após rejeitar o parecer de Sergio Zveiter (PMDB-RJ), a comissão votou a favor do texto de Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) que pede o arquivamento da acusação 


A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou por 41 votos contra 24 o relatório do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) que pede o arquivamento da denúncia por corrupção passiva que a Procuradoria-Geral da República (PGR) apresentou contra o presidente Michel Temer (PMDB). Houve uma abstenção. Na sessão, PMDB, PP, PR, PSD, DEM, PROS, PRB, PTB, Solidariedade e PSC fizeram orientações para que a bancada votasse a favor do relatório de Abi-Ackel. Os partidos PT, PPS, PHS, PSOL e Rede se posicionaram contra o relatório do tucano. O PSDB liberou os deputados para votar como bem entendessem. “A denúncia peca por omissão. Não há nela demonstração alguma do vínculo pessoal do presidente da República com a oferta e o recebimento de valores consumados entre Joesley Batista e Rodrigo Rocha Loures. Qualquer afirmativa em contrário, na ausência de elementos de convicção, situam-se no universo das suposições”, disse Abi-Ackel em seu relatório.


A vitória de Temer na CCJ só foi possível com a troca de dezessete membros da comissão, dos quais doze titulares com direito a voto. O relatório de Abi-Ackel foi apresentado após os deputados rejeitarem o parecer apresentado por Sergio Zveiter (PMDB-RJ), favorável à admissibilidade da denúncia por corrupção contra Temer. O texto formulado por Zveiter foi rejeitado por 40 votos a 25. O parecer de Abi-Ackel agora será encaminhado para leitura no plenário da Câmara, onde será definido o futuro de Temer. Os opositores do presidente precisam dos votos de dois terços da Câmara (342 de 513) para encaminhar a denúncia ao Supremo Tribunal Federal (STF). Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara, afirmou que tentará mobilizar os partidos para reunir o quórum mínimo para realizar a votação na segunda-feira, último dia antes do recesso parlamentar. Caso os parlamentares aprovem o encaminhamento da denúncia ao STF, os ministros da Corte decidirão se recebem ou não a acusação. Se o processo for aberto, Temer virará réu e será afastado do poder por até 180 dias – prazo que o STF terá para julgá-lo. Durante esse período, o cargo é assumido interinamente por Rodrigo Maia. Condenado, Temer sai definitivamente do poder. Absolvido, reassume a chefia do Executivo.

Histórico -  A tramitação da denúncia na CCJ começou na terça-feira, 4, quando Zveiter foi escolhido relator pelo presidente da CCJ, deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG). Apesar de serem do mesmo partido do presidente, Zveiter e Pacheco têm mostrado posturas independentes, o que irritou membros do governo e do PMDB. A sigla fechou questão pela rejeição da denúncia no plenário. Os dois últimos dias foram de debates intensos e troca de acusações entre deputados da oposição e da base aliada a Temer. Os defensores do presidente e seu advogado, Antonio Claudio Mariz de Oliveira, insistiram nas alegações de que a denúncia é “inepta” e deve ser rejeitada. Já os opositores repetiram os argumentos de Zveiter, de que nesta fase não se pedem provas, mas indícios suficientes que justifiquem uma maior investigação, em benefício da sociedade.

Lista dos defensores de impunidade:

Denúncia contra Temer na CCJ: Os 40 que votaram contra a denúncia


Veja quem foram os 40 titulares da CCJ da Câmara que votaram pelo não recebimento da denúncia contra Michel Temer por corrupção passiva:
Alceu Moreira (PMDB-RS)
Andre Moura (PSC-SE)
Antonio Bulhões (PRB-SP)
Arthur Lira (PP-AL)
Beto Mansur (PRB-SP)
Bilac Pinto (PR-MG)
Carlos Bezerra (PMDB-MT)
Carlos Marun (PMDB-MS)
Carlos Melles (DEM-MG)
Cleber Verde (PRB-MA)
Cristiane Brasil (PTB-RJ)
Daniel Vilela (PMDB-GO)
Danilo Forte (PSB-CE)
Darcisio Perondi (PMDB-RS)
Delegado Éder Mauro (PSD-PA)
Domingos Neto (PSD-CE)
Edio Lopes (PR-RR)
Elizeu Dionizio (PSDB-MS)
Evandro Gussi (PV-SP)
Evandro Roman (PSD-PR)
Fabio Garcia (PSB-MT)
Fausto Pinato (PP-SP)
Genecias Noronha (SD-CE)
Hildo Rocha (PMDB-MA)
José Carlos Aleluia (DEM-BA)
Juscelino Filho (DEM-MA)
Laerte Bessa (PR-DF)
Luiz Fernando Faria (PP-MG)
Magda Mofatto (PR-GO)
Maia Filho (PP-PI)
Marcelo Aro (PHS-MG)
Milton Monti (PR-SP)
Nelson Marquezelli (PTB-SP)
Paes Landim (PTB-PI)
Paulo Abi-ackel (PSDB-MG)
Paulo Maluf (PP-SP)
Rogério Rosso (PSD-DF)
Ronaldo Fonseca (PROS-DF)
Thiago Peixoto (PSD-GO)
Toninho Pinheiro (PP-MG)










Grana fácil! Doleiro preso diz à PF que entregava ‘malas de dinheiro’ a Geddel

Fotos: Lula Marques/Folha imagem e Ruy Baron/Valor/Folhapress

O doleiro Lúcio Funaro afirmou no último dia 7 em depoimento à Polícia Federal, ao qual a TV Globo teve acesso, que fez várias entregas de “malas de dinheiro” nas mãos do ex-ministro Geddel Vieira Lima numa sala do aeroporto de Salvador. Preso desde julho do ano passado, Funaro é alvo de ação penal por fraudes no Fundo de Investimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FI-FGTS) junto com o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ). De acordo com relatório da Polícia Federal, “o declarante (Funaro) [diz que] fez várias viagens em seu avião ou em voos fretados para entregar malas de dinheiro para Geddel Vieira Lima , que essas entregas eram feitas na sala vip do hangar Aerostar, localizado no aeroporto de Salvador, Bahia, diretamente nas mãos de Geddel”. Conforme informações da TV Globo, o relatório afirma ainda que “o declarante (Funaro) pretende entregar alguns documentos sobre essas viagens como elemento de corroboração em anexos de sua colaboração; que realmente, em duas viagens, que fez, uma para Trancoso (BA) e outra para Barra de São Miguel (BA), o declarante fez paradas rápidas em Salvador (BA) para entregar malas ou sacolas de dinheiro para Geddel Vieira Lima”.

Caíram nas mãos da Cipe Nordeste! Luzenses são presos em ação da PM contra tráfico de drogas em Retirolândia

Caíram nas mãos da Cipe Nordeste! Luzenses são presos em ação da PM contra tráfico de drogas em Retirolândia

Combate ao tráfico e ao crime organizado


Os luzenses Daniel Carlos Brandão do Carmo, o ‘Dan’, de 31 anos, e Wagner da Silva Araújo Fonseca, 24, foram presos durante uma ação da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Nordeste na noite de terça-feira (11), na cidade de Retirolândia, onde residem. Segundo informações da Polícia Militar, os policiais prenderam ainda Renato Araújo dos Santos, de 25 anos, e João Vitor Bacelar Novais, 18, e apreenderam dois adolescentes. Ainda de acordo com a PM, Wagner foi flagrado com uma porção de cocaína e confessou ter comprado a droga com um dos envolvidos. Durante a ação, conforme a polícia, foram apreendidos dois revólveres calibre 32, um quilo de maconha e 65 ‘dolões’ da mesma droga, além de 54 pinos de cocaína, uma balança de precisão e sete aparelhos celulares. Os envolvidos foram levados para a delegacia da cidade, onde a ocorrência foi registrada. Wagner sofreu uma tentativa de homicídio há cerca de 20 dias, quando ficou com uma bala de revólver alojada na nuca (lembrar). Dan, segundo a polícia, já tem passagem por tráfico de drogas. Notícias de Santaluz

Luzenses Wagner (camisa cinza) e Dan (listrada) foram presos por tráfico de drogas em Retirolândia, onde residem | Foto: Divulgação/ PM

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Followers