terça-feira, 13 de junho de 2017

A situação do Rio Itapucuru é preocupante e revoltante! E grande culpa é do governo...


A população quer uma solução efetiva e inteligente já!


A situação crítica, preocupante e revoltante em que se encontra nosso amado Rio Itapicurú, é em sua maior parte do governo do estado da Bahia. O governador Rui Costa e seu antecessor, pouco se importaram com o Rio, mesmo já tendo achado barragens importantes prontas. Ao invés de fomentar o crescimento de nossa região, por meio da construção de novas barragens, ampliação das já existentes e a construção de novos meios de combate a seca, preferiu ignorar a estiagem que se prolonga há muito tempo. 

Culpamos o governo do PT, por essa situação preocupante do Rio Itapicuru porque o governador, ao invés de construir novos reservatórios em outras regiões, preferiu usar as barragens de Ponto Novo, Pindobaçu e também de Pedras Altas, pra distribuir abastecimento pra todo canto - inúmeras localidades receberam água do rio, quando qualquer pessoa com um mínimo de inteligência, saberia muito bem que o rio não daria conta. Mas, a Embasa, o Inema e outros órgãos que além de abandonar o rio às moscas, fechando os olhos pro desmatamento das matas ciliares, a erosão do rio e o abandono, pouco fez pela recuperação do rio. A barragem do Espanta Gado, após décadas de sua construção, nunca recebeu uma limpeza como mereceria e nunca foi ampliada. O povoado do Alecrim, sofre sem uma barragem e mesmo com protestos de sua população, que chegou a interditar a BR, o governador simplesmente ignorou o sofrimento daquele povo.

A coisa mais inconcebível e inútil que os agricultores viram órgãos do governo fazer, foi vir a nossa região quebrar pequenas barragens, como se isso fosse resolver alguma coisa. Na verdade pirou. Ai foi que secou tudo. As barragens nunca foi a causa da seca e sim o mal uso da água pela Embasa. Já atravessamos secas piores do que esta. Mas, o rio está seco, porque a o governo distribuiu a água do rio pra diversas cidades, sendo que o rio jamais daria conta, pois nossa região chove pouco...

A situação é preocupante e não vemos o governo estadual e nem o federal, tomar nenhuma atitude efetiva e inteligente pra resolver o problema...

Só temos a lamentar a morte do Rio amado Itapicuru e o abandono das autoridades, quando na verdade, deveriam revitálizá-lo. Há pouco tempo, vi o deputado Aleluia do DEM, anunciando que o dinheiro pra trazer água do São Francisco pra Bacia do Itapicurú, já teria sido aprovado! A pergunta é: porque não começam a obra logo?

Da Redação do C7

Aos 18 anos, Neta de Chico Buarque posa sexy em ensaio: ‘dendê na cozinha’ - gostosa



Parece que foi ontem que Chico Buarque e Marieta Severo ganharam sua primeira neta. Mas Clara Buarque já está com 18 anos. A jovem aparece num ensaio sensual feito dentro de uma cozinha, posando para a lente da fotógrafa Mari Patriota, que elogiou o resultado. “Dendê na cozinha! Morena mais linda”, escreveu ela numa das legendas. Os cliques, ainda inéditos, fazem parte do Projeto Provador, em que mulheres são fotografadas ao natural, sem retoques, com quase nenhuma maquiagem. Clara é herdeira do cantor Carlinhos Brown com Helena, uma das três filhas de Chico e Marieta. Ela já pôde ser vista cantando ao lado do pai na televisão. Foi no palco do "The voice", quando pai e filha fizeram um dueto da canção. "Mary Cristo".


Clara Buarque posa ao natural em cozinha Foto: Mari Patriota/ reprodução/ instagram

PM prende homem que mantinha mulher e filha em cárcere privado em Cansanção


Policiais da 4ª Companhia do 6º Batalhão de Polícia Militar de Cansanção prenderam no início da manhã desta segunda-feira (12), um homem por agredir, ameaçar de morte e manter em cárcere privado a companheira e a filha. Com o acusado havia um facão e uma arma de fogo de fabricação caseira. O mesmo foi conduzido à delegacia de Polícia Civil, autuado em flagrante e encontra-se a disposição da justiça. Visando a preservação da identidade das vítimas, a polícia não divulgou o nome do suspeito.

Imagens mostram confusão entre advogada e PM na Bahia


Um vídeo mostra o momento que a advogada Eduarda Mercês Gomes é abordada pela Polícia Militar em um posto de gasolina na Barra, no domingo (11). Ela acabou sendo detida depois de uma confusão no local, por volta das 21h30, na Rua Miguel Burnier. Segundo a Polícia Militar, a advogada foi detida por ofender racialmente um funcionário do posto e agredir um PM. O vídeo mostra a mulher sendo abordada pelos policiais de maneira agressiva. No chão, ela é algemada. Um dos policiais ainda afasta um homem que tenta se aproximar. As pessoas que presenciam a cena, muitas filmando, vaiam a ação da PM. “Tira o pé da barriga dela”, pede uma mulher. “Brutalidade”, grita outro. Quando ela vai sendo retirada, alguém pergunta se não tem nenhum advogado no local para auxiliar. Ela então grita: “Eu sou advogada, p… Ele vai se lascar”. A confusão começou quando um rapaz tentou usar o banheiro da loja de conveniência, mas um funcionário informou que ele não poderia fazer isso por não ter consumido nada no local. 

“Ela se prontificou a pagar qualquer coisa para que ele usasse o banheiro, porém um dos empregados disse que não ia deixar ele usar o banheiro, porque já estava tendo confusão naquele lugar e que já tinha chamado a polícia”, relatou o advogado Roberto João Starteri Filho, que acompanhou o caso. Ainda segundo Starteri, com a chegada da polícia, Eduarda se apresentou como advogada para tentar mediar a situação. “Os policiais a jogaram no chão, subiram em cima do corpo dela, e também a algemaram”, relatou. Eduarda foi levada para a Central de Flagrantes, onde o caso foi registrado. Injúria racial - Em nota, a assessoria da Polícia Militar conta outra versão para a história. Segundo a corporação, os policiais foram acionados para atender uma ocorrência de ameaça a um funcionário do posto de gasolina, porque os clientes queriam usar um banheiro que estava interditado. “Os clientes tentaram agredir o funcionário fisicamente e proferiram palavras de cunho racista”, diz a nota da PM. Ainda segundo o comunicado, no local, “a guarnição flagrou dois clientes bem exaltados e a mulher deu um tapa em um dos policiais militares e proferiu palavras de baixo calão contra ele. Ela foi contida com o uso de algemas para preservar sua própria integridade e, em seguida, levada à Central de Flagrantes”. O advogado Roberto João Starteri Filho negou que Eduarda tenha agredido alguém. “Ela me disse que não agrediu nenhum policial, e no depoimento ela disse que não agrediu policial e que não proferiu palavra de baixo calão”, afirmou. A advogada passou por exames no Instituto Médico-Legal Nina Rodrigues após sair da Central de Flagrantes, e nesta segunda-feira (12) foi novamente ao hospital fazer exames. “Depois, ela foi levada para a delegacia de flagrantes, foi no IML fazer o exame de corpo de delito. E hoje foi fazer exames particulares, porque ela me disse que não conseguiu nem dormir de dor”, contou Starteri. De acordo com a assessoria da Polícia Civil, a advogada foi indiciada por injúria racial ao funcionário do posto de gasolina e por desacato a um policial da 11ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Barra). Ainda segundo a Polícia Civil, Eduarda não fez nenhum registro de agressão contra os policiais militares, mas recebeu uma guia para fazer os exames de lesão corporal. O caso será investigado pela 14ª Delegacia (Barra). Segundo a titular, Carmen Dolores Bittencourt, o processo foi encaminhado para a unidade na tarde desta segunda. “Recebi o inquérito, ela (advogada) foi acusada de injúria racial. Vou intimar as testemunhas e solicitar as imagens do circuito interno do posto e da loja”, explica. // Correio 24H.

Assista:

Comentário sem noção do Cantor Alcymar Monteiro sobre a cantora Marília Mendonça!


As lorotas do forrozeiro: “Você canta para cachaceiros, galinha aqui não canta não”, diz Alcymar Monteiro à Marília Mendonça; Ouça


A guerra entre sertanejos e forrozeiros ganhou um novo capítulo. O cantor de forró Alcymar Monteiro entrou na briga iniciada por Elba Ramalho e atacou Marília Mendonça, que defendeu a presença do gênero musical que representa nos festejos juninos do Nordeste. Um áudio do forrozeiro falando sobre a sertaneja vazou na internet. Nele, Monteiro diz que a música que Marília canta é “horrorosa” e para “cachaceiros”. À revista “Veja”, Júnior Monteiro, empresário e filho do cantor, confirmou que o áudio realmente foi gravado por seu pai, mas que ele “não tem nada contra Marília” e foi destinado aos músicos de um grupo no WhatsApp. “Essa senhora não tem autoridade para falar nada. Como é que ela vem falar que aqui é lugar de sertanejo? Isso é um ‘breganejo’ horroroso para cachaceiro, para quem não tem identidade. Quem tá falando é Alcymar Monteiro”, diz o cantor de forró no áudio. 

“Dona Marília Mendonça, você é lá de Goiás. Vá cantar lá no seu Goiás. Não vem encher o saco da gente aqui, não, entendeu? (…) Você vem lá de Goiás invadir nossa praia. Agora vê se a gente canta lá no teu Goiás. Vocês não deixam!”, completou. O áudio teria sido gravado depois que Marília declarou no fim de semana que “vai ter sertanejo no São João, sim”, em resposta a uma crítica de Elba Ramalho sobre a invasão dos sertanejos em festas tradicionais do forró, como Campina Grande e Caruaru. “Eu vou baixar o nível, viu?! Não venha aqui no nosso terreiro querer cantar de galo, não, viu? Aqui quem canta de galo é galo, galinha aqui não canta. Entendeu bem? Tá certo?”, continuou Monteiro. “Sua música é horrorosa! Você não está com nada, entendeu? Você canta para cachaceiro. Eu canto para família, para as crianças, para os velhos, eu sou descendente de Luiz Gonzaga. Nos respeite, entendeu? Não fale mal de Elba Ramalho, que você não tem autoridade para isso, entendeu? Deixa a gente em paz, vão se danar”, finalizou. // RD1.

Comentário do C7: Além de ser completamente deselegante, desnecessário e recalcado, Alcymar Monteiro, deveria saber que o Brasil é grande e tem espaço pra todo mundo, até mesmo pras músicas ultrapassadas e gritarias que ele apresenta no palco. Há espaço pra todo mundo. Além disso, ele e Elba Ramalho estão completamente ultrapassados e errados. Marília Mendonça tem plena razão, quando diz que há espaço pra outras músicas no São João. Já cansou, aquela gritaria de todo ano, nos festejos tradicionais. Vão ficar a vida toda, só colocando Elba Ramalho e forrozeiros no palco a vida toda? São João não é só forró, aliás, nem sei quem foi o sem noção que afirmou que só pode tocar forró nos festejos. Além do mais, como eles tocam em outras épocas do ano e locais, porque não querem outras músicas no São João? Por isso que o Nordeste não desenvolve e o São João não cresce como deveria crescer... chega de tradicionalismo que não leva a lugar nenhum... Marília Mendonça é a realidade atual, Alcymar Monteiro e Elba Ramalho, tem que se convencer que são coisa do passado, não adianta ter recalque...

OUÇA AGORA:

Crueldade: Extermínio de Cães e Gatos gera revolta em Itiúba


A matança de cães e gatos no município de Itiúba, centro norte da Bahia, vem chamando a atenção da população protetora dos animais. Em apenas uma semana já foram encontrados mais de 10 cachorros e gatos mortos no centro da cidade. A maioria dos animais eram de rua e ficavam nas proximidades da Praça da Feira, Praça do Vaqueiro e Avenida Getúlio Vargas, no centro. Segundo munícipes que simpatizam com a causa animal, essa matança é constantes e precisa ser investigada pelas autoridades do município urgentemente. Conforme relatos de moradores, são comuns os maus tratos aos animais de rua na cidade. Acredita-se que eles foram envenenados propositalmente. Outros cachorros e gatos de rua foram encontrados mortos de quinta para sábado, suspeita de epidemia de doença não é. Por: Renilson Ramos.

Fatalidade: Ex-jogador do Grêmio e Paraná morre aos 26 anos em acidente de carro em Curitiba


Meio-campista bateu de frente em um poste na rua do bairro Pinheirinho, em Curitiba; clube paranista decretou luto oficial de três dias O meia Jonas Pessalli morreu na madrugada desta segunda-feira (12), por volta das 3h30, num acidente de trânsito em Curitiba. O carro, um Audi, guiado pelo jogador bateu num poste, no lado esquerdo do veículo. Pessalli faleceu no local. Um amigo de Pessalli, que também estava no veículo, saiu ileso, sem sofrer nenhum ferimento. O jogador, de 26 anos, voltava de uma festa de aniversário. O carro ficou completamente destruído e a equipe de resgate precisou de pelo menos três horas para conseguir retirar o corpo de Jonas, que estava preso nas ferragens. Pessalli havia sido dispensado do Paraná, na semana passada. Ele foi revelado pelo Grêmio e passou pelo Grêmio Barueri, VLF e Angers, ambos da França. O atleta deixa três filhos. O Paraná Clube fez uma homenagem na sua conta oficial no Twitter e divulgou uma nota de falecimento no seu site oficial. BN


Crueldade e covardia: evangélico que matou a mulher a facadas na Ilha se entrega à polícia


O crime passional


Angelo da Silva, conhecido como Peralta, de 25 anos, foi detido na manhã desta segunda (12) após se apresentar na Delegacia Territorial de Vera Cruz. Ele é acusado de matar sua mulher, a pedagoga Helem Moreira, 28 anos, dentro da residência do casal, a facadas. O crime aconteceu na sexta (09/06) , no bairro de Conceição, que fica próximo a Barra do Pote, na Ilha de Itaparica. Ele confessou ter matado a jovem e alegou ciúmes. De acordo com um vizinho em contato com o Informe Baiano, Helem teria chamado um colega de “meu bem” no WhatsApp, o que teria despertado a ira de Ângelo. Eles eram casados há 14 anos e frequentavam a igreja desde o ano passado. O marginal suspeitou que Helem estava mantendo uma relação com outra pessoa. A Polícia já pediu a prisão preventiva do acusado e aguarda a decisão judicial. A vítima foi enterrada no sábado (10), no cemitério Purrãozinho, em Barra do Gil, Vera Cruz. Fonte: Informe Baiano.

Desesperador! Seca prolongada: Imagens denunciam situação crítica no Rio Itapicuru em Ponto Novo


Com o passar do tempo, e em decorrência da escassez de chuvas, o nível das águas do Rio Itapicuru vêm baixando, e com isso aumenta a situação crítica. Imagens do trecho “Barraginha” mostram a situação. Em alguns pontos, bancos de areia já são visíveis. Web Interativa 










Fotos: Felipe Fister/Web Interativa

Bahia: Animais retirados das margens da BR-407 pela SEDETE e PRF


A SEDAPE através do Coordenador Benilton Oliveira atendendo solicitação através da parceria com a Polícia Rodovia Federal realizou nesta segunda-feira, a primeira fase da Operação São João sem animais nas rodovias. “Esta primeira fase aconteceu na BR 407 sentido Senhor do Bonfim – Juazeiro, onde resgatamos 14 animais entre equinos e asininos. Amanhã continua a operação com a PRF na segunda fase, estaremos realizando operações com a Polícia Rodovia Estadual, na BA e também na sede com a união da PRF, PRE, PM e polícia Civil”, disse Benilton Os proprietários terão 5 dias para pegar a notificação na SEDAPE e pagar a multa para retirar os animais do curral da POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL em Senhor do Bonfim. SEDETE

Violentos: Petistas agridem Miriam Leitão


Há método no ataque a Miriam Leitão


Lula ataca todos os dias a TV Globo.
Ele já obteve um resultado: sua gangue, alguns dias atrás, agrediu Miriam Leitão.
Leia seu relato:
Sofri um ataque de violência verbal por parte de delegados do PT dentro de um voo. Foram duas horas de gritos, xingamentos, palavras de ordem contra mim e contra a TV Globo. Não eram jovens militantes, eram homens e mulheres representantes partidários. Alguns já em seus cinquenta anos. Fui ameaçada, tive meu nome achincalhado e fui acusada de ter defendido posições que não defendo.
Sábado, 3 de junho, o voo 6237 da Avianca, das 19h05, de Brasília para o Santos Dumont, estava no horário. O Congresso do PT em Brasília havia acabado naquela tarde e por isso eles estavam ainda vestidos com camisetas do encontro. Eu tinha ido a Brasília gravar o programa da Globonews.
Antes de chegar ao portão, fui comprar água e ouvi gritos do outro lado. Olhei instintivamente e vi que um grupo me dirigia ofensas. O barulho parou em seguida, e achei que embarcariam em outro voo.
Fui uma das primeiras a entrar no avião e me sentei na 15C. Logo depois eles entraram e começaram as hostilidades antes mesmo de sentarem. Por coincidência, estavam todos, talvez uns 20, em cadeiras próximas de mim. Alguns à minha frente, outros do lado, outros atrás. Alguns mais silenciosos me dirigiram olhares de ódio ou risos debochados, outros lançavam ofensas.
— Terrorista, terrorista — gritaram alguns.
Pensei na ironia. Foi “terrorista” a palavra com que fui recebida em um quartel do Exército, aos 19 anos, durante minha prisão na ditadura. Tantas décadas depois, em plena democracia, a mesma palavra era lançada contra mim.
Uma comissária, a única mulher na tripulação, veio, abaixou-se e falou:
— O comandante te convida a sentar na frente.
— Diga ao comandante que eu comprei a 15C e é aqui que eu vou ficar — respondi.
O avião já estava atrasado àquela altura. Os gritos, slogans, cantorias continuavam, diante de uma tripulação inerte, que nada fazia para restabelecer a ordem a bordo em respeito aos passageiros. Os petistas pareciam estar numa manifestação. Minutos depois, a aeromoça voltou:
— A Polícia Federal está mandando você ir para frente. Disse que se a senhora não for o avião não sai.
— Diga à Polícia Federal que enfrentei a ditadura. Não tenho medo. De nada.
Não vi ninguém da Polícia Federal. Se esteve lá, ficou na porta do avião e não andou pelo corredor, não chegou até a minha cadeira.
Durante todo o voo, os delegados do PT me ofenderam, mostrando uma visão totalmente distorcida do meu trabalho. Certamente não o acompanham. Não sou inimiga do partido, não torci pela crise, alertei que ela ocorreria pelos erros que estavam sendo cometidos. Quando os governos do PT acertaram, fiz avaliações positivas e há vários registros disso.
Durante o voo foram muitas as ofensas, e, nos momentos de maior tensão, alguns levantavam o celular esperando a reação que eu não tive. Houve um gesto de tão baixo nível que prefiro nem relatar aqui. Calculavam que eu perderia o autocontrole. Não filmei porque isso seria visto como provocação. Permaneci em silêncio. Alguns, ao andarem no corredor, empurravam minha cadeira, entre outras grosserias. Ameaçaram atacar fisicamente a emissora, mostrando desconhecimento histórico mínimo: “quando eles mataram Getúlio o povo foi lá e quebrou a Globo”, berrou um deles. Ela foi fundada onze anos depois do suicídio de Vargas.
O piloto nada disse ou fez para restabelecer a paz a bordo. Nem mesmo um pedido de silêncio pelo serviço de som. Ele é a autoridade dentro do avião, mas não a exerceu. A viagem transcorreu em clima de comício, e, em meio a refrões, pousamos no Santos Dumont. A Avianca não me deu — nem aos demais passageiros — qualquer explicação sobre sua inusitada leniência e flagrante desrespeito às regras de segurança em voo. Alguns dos delegados do PT estavam bem exaltados. Quando me levantei, um deles, no corredor, me apontou o dedo xingando em altos brados. Passei entre eles no saguão do aeroporto debaixo do coro ofensivo.
Não acho que o PT é isso, mas repito que os protagonistas desse ataque de ódio eram profissionais do partido. Lula citou, mais de uma vez, meu nome em comícios ou reuniões partidárias. Como fez nesse último fim de semana. É um erro. Não devo ser alvo do partido, nem do seu líder. Sou apenas uma jornalista e continuarei fazendo meu trabalho.


O Twitter se solidariza com Miriam Leitão, covardemente agredida por petistas em um voo (curiosamente, nenhum deles mostra a cara na rede social para ofendê-la agora).
Janaína Paschoal, que já foi vítima da mesma turba, lembra que há um método na agressão petista:



v
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Followers