quinta-feira, 30 de março de 2017

Queimadas Bahia: amigos fazem campanha na internet pedindo ajuda para tratamento de jovem com doença rara

Amigos de Jordan fazem campanha na internet para reunir valor para ajudar no tratamento | Foto: Reprodução

Amigos do jovem Jordan da Silva Pinheiro, de 20 anos, morador do município de Queimadas, região nordeste da Bahia, iniciaram uma campanha nas redes sociais para ajudar a custear o tratamento dele no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Em novembro de 2014, Jordan foi diagnosticado com colangite esclerosante primária, doença relativamente rara e autoimune, causadora de muita coceira, dores fortes no corpo e um cansaço severo. Na época, aos 17 anos, ele estava se preparando para entrar para o seminário, mas foi aconselhado a desistir de realizar o sonho de ser padre para se dedicar ao tratamento da doença. “Dentro de mais ou menos um mês eu iria para o seminário, mas tive que desistir. Foi uma decisão muito difícil, mas eu precisava priorizar a minha saúde”, comenta. Desde então, o jovem luta para realizar o tratamento na capital paulista.

Jordan chegou a viver durante seis meses em um abrigo que acolhe pessoas com dificuldade e em situação de rua. “Foi a única alternativa que eu encontrei na época, já que não possuía residência fixa. Também passei um período em casas de pessoas conhecidas, mas a dificuldade financeira fez com que eu interrompesse o tratamento e retornasse para Queimadas”, lamenta o jovem, que atualmente vive com o avô no povoado de Coxos, distante cerca de 3 quilômetros da sede do município. O alto custo dos medicamentos também tem sido uma das dificuldades enfrentadas por Jordan. “Cada caixa do remédio custa R$ 220, e eu preciso de cerca de seis caixas por mês. Por conta disso, estou sem tomar o remédio há mais de uma semana”, revela.

O jovem conta que ao mesmo tempo em que realiza junto com amigos uma campanha para tentar reunir o valor necessário para custear as despesas da viagem para São Paulo, também busca conseguir ajuda junto ao poder público. “O tratamento já está garantido em São Paulo, e até mesmo o transplante de fígado, caso haja necessidade, mas eu preciso da ajuda financeira para custear as despesas com passagens, hospedagem e alimentação, por exemplo. Além da campanha na internet, procurei a secretaria de saúde de Queimadas e ficaram de me ajudar, mas não tem nada certo até o momento”. Quem quiser entrar em contato para ajudar Jordan a custear as despesas do tratamento pode ligar para o telefone (75) 99880-9890.

Doença A colangite esclerosante primária é uma hepatopatia colestática crônica de etiologia autoimune, caracterizada por inflamação e fibrose de ductos biliares intra e extra-hepáticos, apresentando curso clínico variável e progressão lenta para a cirrose hepática. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Hepatologia, a doença é relativamente rara no Brasil, sendo responsável por menos de 1-5% dos casos de doença crônica parenquimatosa de fígado (DCPF) requerendo transplante hepático no país. O tratamento de suporte é voltado para o controle dos sintomas e das complicações da colestase, tais como: prurido, fadiga, osteoporose e deficiência das vitaminas hidrossolúveis. O tratamento definitivo para a doença é o transplante de fígado. - Notícias de Santaluz

Exames comprovam diagnóstico de doença rara em jovem morador de Queimadas | Foto: Notícias de Santaluz

Jordan foi diagnosticado com doença rara aos 17 anos, quando se preparava para entrar para o seminário e realizar sonho de ser padre | Foto: Arquivo Pessoal

Jordan precisa de ajuda para continuar tratamento em São Paulo | Foto: Notícias de Santaluz

Grana fácil! Deputados compram passagens com cota acumulada; Lúcio emitiu 75 em um dia


Ganância


Por conta do fim do prazo para gastar a cota parlamentar, a compra de bilhetes de viagem foi intensa na agência de viagens que atende o Congresso no final de dezembro do ano passado, mesmo após o início do recesso parlamentar, no dia 22 de dezembro. Segundo informações do portal UOL, ima movimentação, porém, se destacou: o gabinete do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) comprou 75 bilhetes aéreos no dia 28 de dezembro de 2016. As passagens estavam em nome de Lúcio e de seu assessor André Luiz Avelar F. Sant'Anna, em trechos de Brasília para Salvador e da capital baiana ao Distrito Federal, além de duas passagens ida e volta de Brasília e Teresina (PI). Somadas, custaram R$ 48.695,78. O parlamentar baiano aponta que a compra antecipada serve como parte de um planejamento financeiro e busca evitar a compra de passagens caras perto da data da viagem. "As passagens que eu não usar, o crédito vai para a Câmara, não volta pra mim. Não tem ganho pra mim", afirmou Lúcio em entrevista ao Bahia Notícias. Segundo ele, as passagens foram compradas para o primeiro trimestre de 2017. "Para que eu pudesse ter passagem até março eu tinha que comprar em dezembro. Não tem ilegalidade nenhuma", concluiu. Lúcio ressalta que as viagens servem como forma de manter contato com a base eleitoral dele.? O valor da cota varia de acordo com o domicílio eleitoral do deputado – no caso dos baianos, o montante é de R$ 39.010,53. Outros deputados tomaram a mesma medida no final do ano: Marcelo Castro (PMDB), ex-ministro da Saúde de Dilma Rousseff, que comprou 64 bilhetes; onifácio Andrada (PSDB) comprou 34 passagens nos dias 6 e outro lote de igual quantidade no dia 30, Edmílson Rodrigues (PSOL-PA) comprou um lote de 18 bilhetes aéreos no dia 18/12 e, dois dias depois, outro de 20. Carlos Sampaio (PSDB), vice-presidente nacional do PSDB, comprou 18 passagens no dia 20 de dezembro e 16 no dia 28. Jorge Tadeu Mudalen (DEM-SP) também comprou dois lotes: 17 bilhetes no dia 12 de dezembro e outros 16 uma semana depois.

MP pede ao TSE cassação de chapa com Temer, mas requer inegibilidade apenas de Dilma


O Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a cassação da chapa formada por Dilma Rousseff e Michel Temer para a eleição presidencial de 2014. De acordo com a jornalista Andreia Sadi, o parecer do vice-procurador-geral eleitoral, Nicolao Dino, também sugere inelegibilidade apenas para Dilma pelos próximos oito anos. Dessa forma, Temer perderia o mandato, mas poderia tentar novas eleições. O documento sustenta que a cisão da chapa "é inviável". Por isso, um deles não poderia ser cassado sem que o outro também fosse. Dino cita depoimento do empresário Marcelo Odebrecht ao TSE, que foi testemunha na ação, e argumenta que "restou demonstrados nos autos que a então candidata Dilma Vana Rousseff tinha conhecimentos sobre a forma dos pagamentos realizados a João Santana, responsável por sua campanha, via caixa dois". Quanto a Michel Temer, o procurador do MPE ressaltou que "há que se registrar que ele não foi mencionado nos depoimentos dos executivos da Odebrecht". "O único episódio relatado pelas testemunhas foi um jantar, ao qual compareceu Marcelo Odebrecht, Claudio Melo Filho, Eliseu Padilha e o representado, para discutir a doação de R$ 10 milhões da Odebrecht para candidatos apoiados por Temer", relatou.

Lava Jato: MPF acusa PP de improbidade e pede ressarcimento de R$ 2 bi; baianos são citados

 R$ 2 bi; baianos são citados
Força-tarefa da Lava Jato | Foto: Divulgação

A força-tarefa da Lava Jato ajuizou nesta quinta-feira (30) uma ação civil pública contra o Partido Progressista (PP) por improbidade administrativa. O MPF requer ressarcimento de R$ 2.303.182.588,00. A ação civil pública cita dois esquemas de desvio de recursos e acusa os deputados federais baianos da sigla Roberto Britto e Mário Negromonte Jr., além do conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios, Mário Negromonte. Dos dois esquemas, um envolve a Diretoria de Abastecimento, e outro é ligado aos benefícios que a Braskem, empresa do Grupo Odebrecht, obteve a partir da atuação deste setor da estatal. O contrato de comercialização entre a Petrobras e a Braskem contém diversas irregularidades, aponta o MPF. "As evidências colhidas ao longo da investigação apontam que o dinheiro ilícito da corrupção da Petrobras foi empregado para o enriquecimento ilícito dos participantes e para financiar campanhas eleitorais. Neste último aspecto, a corrupção, além dos seus efeitos perniciosos mais usuais, atenta contra a legitimidade do processo democrático, por desequilibrar artificialmente as disputas eleitorais", afirma o MPF.

Cultura da Bahia: Serra Preta - Samba de Reis no Bravo

Dona Isabel abriu as suas portas para recebe a comunidade do Bravo, num belo reizado.


Comunicação: Conselho da Anatel quer cassar concessão de telefonia fixa da Oi


Em decisão consensual, o Conselho da Anatel planeja abrir um processo para cassar a concessão de telefonia fixa da Oi. O órgão chegou a essa conclusão após analisar dados da área técnica que evidenciam a falta de capacidade de investimento da empresa, segundo informações de O Estado de S. Paulo. De acordo com a publicação, o debate deve ser promovido pela agência dentro dos próximos dias, mas se o processo for mesmo aberto, as partes terão que esperar alguns meses para a decisão final. Se acontecer, será a primeira vez que a Anatel avalia a cassação de operadora de telefonia fixa. Mas a Oi deve apresentar sua defesa e, em caso de punição, ela poderá recorrer à Justiça sem paralisar suas atividades. Como está em recuperação judicial, uma solução para a empresa pode ser uma medida provisória. Em trâmite no Planalto, a MP possibilita as operadoras a trocarem dívidas por investimentos e ainda o alongamento de seus débitos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha lista de blogs

Google+ Followers