quarta-feira, 31 de maio de 2017

Tragédia com a novinha dona de uma beleza incomum, jovem baiana que morreu vítima de choque elétrico recebe homenagens


Segue o clima de choque, dor e consternação no município de Cândido Sales, no Sudoeste da Bahia com a morte trágica da jovem estudante secundarista Tamires Cardoso, de 16 anos. O acidente ocorreu nesta tarde (30) enquanto ela fazia limpeza de um freezer em sua casa. Conforme novas informações, ela estaria descalça e o aparelho ligado à tomada. Em certo momento, o pano molhado tocou no motor, provocando eletrocussão consistente. Tamires caiu e começou a convulsionar. Ao ver a cena, desesperada, a mãe acionou a SAMU, que chegou rapidamente e a levou para o Hospital, já em parada cardiorrespiratória. Após sucessivas tentativas de reanimação, a estudante foi declarada morta cerca de 40 minutos após o acidente. Nas redes sociais a garota, dona de uma beleza impressionante, recebe centenas de homenagens de amigos e familiares. O corpo foi liberado pelo DPT de Conquista ainda em Cândido Sales e o velório já está em andamento. O sepultamento deve ocorrer na manhã desta quarta-feira (31). (Blog do Marcelo).




Depois de quatro anos, CNJ absolve desembargadores Hirs e Telma Brito


Após um processo de quatro anos, os desembargadores Mário Alberto Hirs e Telma Brito, foram absolvidos pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A sessão que encerrou o julgamento aconteceu nesta terça-feira (30). "O CNJ fez o que eu esperava. Na verdade, foi um equívoco meu afastamento. O que fica para mim é a violência na forma em que o CNJ tirou um desembargador do cargo. Mas agora todos entenderam que a denúncia era improcedente", afirmou Hirs, em entrevista ao jornal A Tarde. Ele lembra que em 2013, quando presidia o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) foi afastado do cargo. Telma, que presidiu a Corte antes dele, também foi alvo de afastamento. Os dois retornaram ao TJ-BA em 2014, após uma liminar do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF). Hirs e Telma foram alvos de três processos administrativos disciplinares que investigavam o suposto pagamento irregular de R$ 448 milhões em precatórios às empresas Beira Mar Construções e Incorporações Ltda. e a Companhia Brasileira de Terraplenagem e Engenharia Ltda (Cobrate). Na sindicância que culminou no afastamento deles se constatou o pagamento de R$ 170 milhões a mais à Beira Mar e R$ 190 milhões à Cobrate  . “A Corregedoria Nacional era errada, porque manteve à frente Eliana [Calmon], senadora candidata ao plenário. Agora o próprio relator diz que foi erro da corregedoria. Houve uma confusão nesta transmissão. Antes de o afastamento ser anunciado, a notícia já estava na Folha de S. Paulo. Eliana sempre tratava o caso como escabroso, mas agora ela vê que estava errada”, pontuou Telma ao jornal. Na época, a ex-ministra Eliana Calmon considerou que aceitar o retorno dos desembargadores à Corte descreditaria o CNJ.

Dono de trailer de cachorro-quente é suspeito de matar delegado de caso Teori Zavascki

Foto: Reprodução / RBS TV

Um dono de um trailer de cachorro-quente é principal suspeito de matar dois policiais federais durante a madrugada desta quarta-feira (31). Uma das vítimas é o delegado responsável por abrir a investigação do acidente aéreo que causou a morte do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF) . Segundo informações do G1, o comerciante trocou tiros com os dois policiais em uma casa de prostituição de Florianópolis. O delegado Ênio de Matos, da Delegacia de Homicídio da cidade, não revelou o motivo da discussão. A briga envolveu o suspeito e os delegados Elias Escobar e Adriano Antonio Soares, delegado chefe da Polícia Federal em Angra dos Reis e responsável pela investigação do acidente aéreo envolvendo Zavascki. O dono do trailer de cachorro-quente foi baleado e precisou ser internado.

TRF-4 mantém condenação de André Vargas na Operação Lava Jato

Foto: Agência Câmara

Os desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região confirmaram nesta quarta-feira, 31, a condenação criminal do ex-deputado federal André Luiz Vargas (PT-PR), do irmão dele Leon Denis Vargas Ilário e do publicitário Ricardo Hoffmann, todos condenados pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba nos autos da Operação Lava Jato. Vargas e os outros acusados foram condenados por corrupção e lavagem de dinheiro. Os magistrados só reduziram um pouco, em seis meses, a sanção aplicada ao ex-deputado - ele havia sido condenado em primeira instância a 14 anos e 4 meses de reclusão e agora ficou com 13 anos, 10 meses e 24 dias. Leon Vargas Ilário também teve a pena reduzida em seis meses e passou de 11 anos e 4 meses para 10 anos e 10 meses. Hoffmann teve a pena aumentada de 12 anos e 10 meses para 13 anos e 10 meses e 24 dias. O julgamento da apelação criminal ocorreu nesta quarta, 31, e o acórdão será publicado nos próximos dias, tendo em vista que houve divergências parciais entre os magistrados. O colegiado é formado pelos desembargadores federais João Pedro Gebran Neto, relator dos processos da Operação Lava Jato no tribunal, Leandro Paulsen, revisor, e Victor Luiz dos Santos Laus. por Luiz Vassallo, Julia Affonso e Ricardo Brandt | Estadão Conteúdo

Ex-executivo da Odebrecht cita visita e compra de terreno do Instituto Lula

Foto: Paula Paiva Paulo / G1

O Ministério Público Federal (MPF) fechou um acordo de leniência com o ex-gerente administrativo e financeiro da Odebrecht, João Alberto Lovera. Segundo informações da revista Veja, a decisão teria partido do ex-presidente da companhia, Marcelo Odebrecht. Lovera afirmou que a empreiteira comprou um terreno para a construção da nova sede do Instituto Lula. Lovera não fazia parte do grupo de 77 executivos que fechou a primeira colaboração, e entrou no pacote do acordo de leniência entre a empreiteira e o MPF. Lovera afirma que visitou o terreno em julho de 2011, acompanhado de Lula, da ex-primeira-dama Marisa Letícia, e do presidente do instituto, Paulo Okamotto. A compra deste local teria sido viabilizada com recursos do Setor de Operações Estruturadas, como era chamado o departamento responsável pela distribuição de propina da empreiteira. “… firmando o compromisso de dizer a verdade, passa a detalhar o que se segue: que no segundo semestre de 2010, teve conhecimento de que houve solicitação de Marcelo Odebrecht a Paulo Ricardo Baqueiro de Melo, para que adquirisse imóvel destinado à construção da futura sede do Instituto Lula”, afirma trecho do termo de adesão de Lovera. O executivo também relata que, em 2010, ele acompanhou Paulo Melo, que era executivo regional da Odebrecht Realizações Imobiliárias e Participações, conhecida como OR), em um encontro com Roberto Teixeira, apontado como advogado do Instituto Lula. Até então, a Odebrecht se manifestou contrária à compra do terreno, devido a pendências judiciárias do local. “…. Algum tempo depois, soube por Paulo Melo que o referido imóvel seria adquirido pela empresa DAG…”, relatou Lovera ao MPF. O local seria passado ao Instituto Lula depois. “… Em julho de 2011, juntamente com Paulo Melo, acompanhou uma visita ao terreno da qual participaram o ex-presidente Lula, bem como sua esposa, Marisa Letícia, Paulo Okamotto….”, disse. “… Algum tempo depois dessa visita, soube que o cliente desistiu da aquisição do terreno….”, completou. Após essa primeira tratativa, Melo teria pesquisado outros imóveis. “Por conta disso, soube que a OR pesquisou uma série de outros imóveis para o Instituto Lula. Que, com relação ao imóvel da Rua Haberbeck Brandão, esse foi posteriormente adquirido pela OR...".

Fachin envia a Sérgio Moro inquérito sobre os 450 milhões de Lula e advogado se desespera

  

terça-feira, 30 de maio de 2017

Temer fica irritado com Serraglio e avalia forma de devolver foro a Rocha Loures

Foto: Lula Marques/ Agência PT

Quem tá irritado mesmo é o povo presidente...


O presidente Michel Temer ficou irritado com a decisão de Osmar Serraglio (PMDB-PR) de não assumir o Ministério da Transparência. Com isso, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo, ele avalia indicar para a pasta um deputado peemedebista do Paraná. Assim, o presidente devolveria o foro privilegiado a Rodrigo Rocha Loures, suplente na câmara dos deputados que está implicado na delação da JBS. Temer se reuniu nesta terça-feira (30) com o líder da bancada do PMDB, Baleia Rossi, para discutir nomes para o cargo. Os três cotados são os deputados federais Hermes Parcianello, João Arruda e Sérgio Souza, todos do Paraná. A indicação de um deles abriria espaço para que Rocha Loures voltasse a ser parlamentar. O anúncio do escolhido deve ser feito até o final desta semana. Ainda segundo a publicação, Serraglio ficou incomodado com a forma como a sua saída do Ministério da Justiça foi conduzida, com críticas à sua gestão. O destino do ex-ministro é reassumir o mandato na Câmara dos Deputados. A consequência imediata é saída definitiva de Rocha Loures da Casa. O suplente foi flagrado recebendo uma mala com R$ 500 mil, que teriam sido repassados a Temer. Loures perde o foro no Supremo, mas a investigação pode continuar na corte porque está ligada a Temer e ao senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), alvos de um mesmo inquérito. O movimento de indicar um peemedebista do Paraná para a Transparência tem como objetivo diminuir a pressão sobre Loures para evitar que ele feche acordo de delação premiada, o que poderia implicar o presidente.


Vídeo: A inacreditável história do vereador do PT que caiu no sarrafo em posto de gasolina após descumprir promessa feita a eleitor

Vídeo: A inacreditável história do vereador do PT que caiu no sarrafo em posto de gasolina após descumprir promessa feita a eleitor

Os políticos que se cuidem, pois a população está com os nervos à flor da pele. Diante de tantos escândalos de corrupção, o cidadão comum na medida em que tem acesso direto ao político que ajudou a eleger, passou a cobrar as promessas e, o que é muito grave, usar da violência para tirar satisfações. Em Lontras, no Vale do Itajaí (SC), o vereador petista Rivelino Kletemberg foi interpelado por um cidadão no início do ano, que cobrou uma eventual promessa com uma bela ‘surra’ no parlamentar. O episódio ocorreu dentro de um posto de gasolina da cidade. Algo inaceitável, mas que demonstra a baixa cotação da classe política, o vídeo acabou viralizando na internet.

Insegurança na Bahia: Bandidos se passam por clientes e assaltam GBarbosa de Queimadas


Uma loja da rede Gbarbosa foi assaltada no início da tarde desta terça-feira (30), na Praça Coronel Francisco Lantyer (Praça de Jonga), em Queimadas. Segundo relatos de testemunhas, dois homens chegaram ao estabelecimento se passando por clientes e em seguida anunciaram o assalto. O crime ocorreu por volta das 12h30. Ainda de acordo com testemunhas, os assaltantes estavam armados com um revólver calibre 38 e uma pistola modelo ponto 40. Eles levaram uma quantia em dinheiro ainda não divulgada e diversos aparelhos celulares. Nenhum pertence das pessoas que estavam no local foi roubado. Após a ação, os criminosos fugiram a pé, conforme informações de testemunhas. Toda a ação foi gravada pelas câmeras de segurança interna do estabelecimento. Uma guarnição da Polícia Militar foi acionada e se dirigiu ao local. Os policiais fizeram rondas pela região, mas até por volta das 15h desta terça-feira, ninguém foi preso. O caso será investigado pela Polícia Civil. Procurada, a direção da loja informou que ainda não tem um balanço do prejuízo causado pelos criminosos. Fonte: Notícias de Santaluz

Monstros: Filha confessa que roubou R$ 5 mil do próprio pai e deu para o namorado assassiná-lo


A Polícia Civil confirmou nesta segunda-feira (29) que uma adolescente de 16 anos confessou ter mandado matar o pai, Elpídio Quirino dos Santos Filho, de 41 anos, conhecido como DJ Quirino. Ela disse em depoimento que pediu para o namorado, de 15 anos, cometer o crime, porque era “agredida, oprimida e ameaçada”. Para que o menor organizasse o homicídio, a garota contou que roubou R$ 5 mil da vítima e deu ao namorado. Os dois adolescentes foram apreendidos no dia 16 de maio em Caldas Novas (GO). Eles estavam morando sozinhos em um apartamento. Os dois estão em um centro de internação em Goiânia e confessaram o assassinato. O jovem Franklin Vieira, de 25 anos, também foi preso suspeito de envolvimento no crime. Ele nega. O DJ foi morto a tiros em novembro de 2016, quando chegava de carro na casa da mãe, na Vila Boa Sorte, em Goiânia. Na época, a Polícia Civil informou que ele estava acompanhado da filha quando foi abordado por um criminoso. A vítima foi atingida por três tiros e morreu no local. A filha escapou ilesa. Segundo a polícia, Franklin dirigia o carro usado no assassinato. Com ele, estava o namorado da adolescente e outro menor, que ainda não foi apreendido. “O casal estava planejando o assassinato há algum tempo, mas adiantou o homicídio porque, naquele dia, a adolescente disse que levou um tapa no rosto do pai quando saia da escola”, disse o delegado Marco Aurélio Euzebio. A polícia ainda disse que a filha pegou parte do dinheiro guardado pelo DJ para pagar o namorado. “O pai disse que Quirino guardava cerca de R$ 100 mil em casa, pois estava planejando abrir uma boate. A filha confessou que descobriu onde estava o dinheiro e pegou R$ 5 mil. Ela afirmou que deu o dinheiro para o namorado, o qual afirmou que usou a quantia para comprar o carro e a arma usada no crime”, explicou. O delegado informou que a mãe da adolescente disse que ela e a filha eram agredidas. Euzebio disse que a mulher também sabia que a filha tinha cometido o crime, mas como ajudou nas investigações, é tratada como testemunha, não como suspeita. “A justificativa da filha era que estava sendo oprimida e agredida pelo pai. Tanto ela quanto a mãe eram ameaçadas de morte. O DJ dizia que ia matá-las e depois se suicidar”, completou o delegado. 

 Crime - Após o crime, o delegado Ernane de Oliveira Cazer, que estava no local do homicídio, disse à TV Anhanguera que as informações preliminares apontavam que o criminoso se aproximou em um carro e anunciou assalto. Porém, amigos do DJ já suspeitavam que se tratava de uma execução pelo fato de não terem roubado nada de valor. Além da adolescente apreendida pela suspeita de cometer o crime, Quirino deixou outra filha. Familiares contaram que ele trabalhava há mais de 10 anos como DJ e alugava equipamentos para outros profissionais. Segundo amigos, DJ Quirino estava prestes a inaugurar uma boate na capital. // TV Anhanguera.

Dançarina gostosa se vinga de casados que mandavam nudes e cantadas no Face e resolve enviar tudo para as esposas deles


A britânica Chloe-Anne Pasquet, de 23 anos, disse que não aguentava mais receber mensagens com conteúdo explícito de homens que a viram em sua conta no Facebook. Instrutora de pole dance, Chloe-Anne decidiu encaminhá-las para as mulheres e até para as mães deles. “São três, quatro, cinco fotos de homens nus e outras coisas obscenas”, disse ela. “E ainda me chamam para fazer programa”, lembrou ela, que tem namorado, e mora com ele, dois filhos e quatro enteados. “Sem contar os que conseguem meu número e ligam dizendo que sou garota de programa. Também me xingam”. A dançarina revelou nas redes sociais sobre a retaliação aos “maníacos” e ganhou apoio de centenas de internautas. Chloe-Anne, que mora em Kent, sudeste do Reino Unido, afirmou ao tabloide britânico Daily Mail: “Muitos homens costumam me mandar fotos de órgãos sexuais. É absurdo e doentio”. Dá para deduzir que esses homens acham que é assim que as mulheres devem ser tratadas. Em algum momento eles foram ensinados que podem comportar desse jeito, o que é inacreditável. A maioria dos homens que enviam mensagens e fotos explícitas, atesta a britânica, tem 40 anos, em média.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Em busca do tesouro: Mina descoberta por pinguço quando caçava tatu vira esperança para milhares de baianos



A esperança é uma pedra roxa que sai dos mais de 200 buracos escavados desde a descoberta de uma jazida de ametista no povoado de Quixaba, zona rural de Sento Sé. Quarenta dias após o acaso revelar a fortuna encravada na Serra dos Brejinhos, as covas, algumas já com 15 metros de profundidade, continuam a se multiplicar, assim como os milhares de garimpeiros profissionais, amadores e iniciantes atraídos pela expectativa de ganhar a vida no sertão baiano banhado pelas águas do São Francisco. Transformar esperança em algo além do sonho, no entanto, demanda disposição física e força de vontade para atravessar as barreiras impostas na aridez da caatinga. Chegar é a primeira delas. A partir de Juazeiro, via BA-210, são 100 quilômetros de asfalto, outros 50 de terra e mais oito em estrada coberta de cascalho e de um material semelhante ao caulim, que mais parece talco e é encontrado em todos os acessos para a mina da Quixaba, situada na borda sul do Lago de Sobradinho. Quando os veículos passam pelo último trecho, deixam no ar uma névoa que invade os pulmões de quem se arrisca a encará-la a pé ou de moto sem máscara. E são milhares os que enfrentam diariamente a peregrinação iniciada em 18 de abril. Naquele dia, um caçador da região se deparou acidentalmente com a jazida de ametistas no topo dos Brejinhos, parte do conjunto de serras que se entende por mais da metade do município de Sento Sé, terceiro maior da Bahia em extensão territorial. Dali em diante, aproximadamente sete mil pessoas se deslocaram para o novo garimpo, segundo estimativas da prefeitura de Sento Sé. Parte chega ao nascer do sol e vai embora assim que finda a tarde. O restante ou dorme junto aos “serviços”, como são chamados os buracos, ou se espreme em tendas improvisadas de lona e troncos de árvores derrubadas em volta dos dois acampamentos que servem de base para a mina e de estacionamento para veículos que transportam trabalhadores, negociantes de pedras e mantimentos. Na odisseia da ametista, há garimpeiros de todas as regiões do Brasil. A maioria, de centros com tradição no comércio de pedras preciosas como esmeralda, rutilo, águas-marinhas, turmalinas, topázios e dezenas de gemas com alto valor no mercado de joias. Caso dos municípios baianos de Campo Formoso, Pindobaçu, Caetité, Jussara e Novo Horizonte. Além, é claro, da própria Sento Sé, que enfrenta a maior crise econômica de sua história recente. Forasteiros Lado a lado estão caravanas de mineiros de Teófilo Otoni e Governador Valadares, igualmente numerosos na Quixaba. Goiás, Pará, Paraíba, São Paulo, Paraná, Ceará, Rio de Janeiro e Pernambuco também estão entre os estados mais encontrados nas placas dos carros, picapes e motocicletas que lotam o pé da serra, ponto de partida para alcançar o topo da mina. Antes, é preciso vencer 1.250 metros de subida íngreme, entrecortada por blocos de pedras que se soltam no movimento das ferramentas usadas nas escavações – picaretas, pás, enxadas, marretas, ponteiras, martelos e alavancas. Os serviços começam a aparecer logo nos primeiros metros, junto ao formigueiro humano que sobe e desce sem parar em busca da pedra, sob um calor que ultrapassa facilmente os 40 graus. Aos 33 anos, João Reis, faz parte dos que encontraram a parte mais alta da escarpa já ocupada. O jeito foi tentar a sorte onde dava. “A realidade é que tem pedra aqui, muita, mas não dá para todo mundo. O negócio é se esforçar, não desistir”, afirma Reis, que chegou na terça-feira passada, depois de uma temporada de seis meses na Serra da Carnaúba, em Pindobaçu, conhecida como a Cidade das Esmeraldas. Pouco acima, enfiado em uma cova de oito metros de profundidade, Genildo dos Santos, 45, trabalha sem parar na caçada por um veio de ametista, depois de uma aventura que começou no último dia 12, quando partiu do Rio de Janeiro para Sento Sé a bordo de uma motocicleta de 150 cilindradas. “O negócio tá andando. Já deu para tirar um dinheiro bom. Só que é dividido pra cinco”, diz, enquanto aponta para os quatro colegas, todos iniciantes, que dão suporte para o trabalho de Genildo, único garimpeiro profissional do grupo. Nos serviços da mina, os auxiliares têm como tarefa puxar baldes de material retirado dos buracos, em geral, com até dois metros de diâmetro. Marretar pedras, transportar ferramentas, buscar comida nos acampamentos, cozinhar em fogueiras feitas com galhos e vigiar buracos também fazem parte da rotina de quem não lida diretamente com a extração de ametista. Garimpeiras As mulheres, que formam um contingente numeroso na Serra dos Brejinhos, são escaladas para funções que exigem concentração e paciência. A mais comum é quijilar – no jargão do garimpo, ato de separar pedras de valor da montoeira de entulhos. “Mas a gente cava, tira terra, cuida do barraco, vai lá embaixo comprar o que comer”, acrescenta Cristina Viera de Jesus. Junto com as amigas Lucilene Oliveira da Silva e Nilza Soares, Cristina trocou a esmeralda de Campo Formoso pela aventura na Quixaba. “A vida é dura aqui, mas Deus há de compensar. Tenho fé de que a gente vai achar um bom corte de ametista para melhorar de condição, comprar uma casinha mais aprumada”, emenda, com os olhos grudados no Velho Chico que se avista do topo da mina regada pelo suor da espera. Galego, um pinguço que virou herói Há duas versões para a descoberta da jazida de ametista que alimenta sonhos de riqueza. Em todas elas, o personagem central é um morador de Sento Sé que perambulava pelos botecos da cidade em busca de alguém para lhe pagar bebida ou vender fiado. Antes tratado como pinguço indesejado, Galego de Edvaldo, também conhecido como Burrão, virou um tipo de herói entre os moradores pobres da cidade. Segundo a versão mais corrente, Galego tinha como hábito caçar na Serra dos Brejinhos, prática comum na região, embora ilegal. Na manhã de 18 de abril, ele e um amigo, de prenome Valdeno, perseguiam um tatu, quando o bicho se enfiou no buraco. Na tentativa de desentocar a presa, acabaram se deparando com o veio de ametista. Filho de ex-garimpeiro, Galego reconheceu o tesouro escondido sob a superfície rochosa. De imediato, começou a retirar os primeiros lotes com o pai, Evaldo dos Santos, e o amigo Valdeno. Tudo em silêncio, dizem os narradores do “causo”. Dias depois, teria pedido bebida fiado em uma bodega, mas o dono recusou, alegando que ele nunca pagava. Foi então que Galego tirou um saco cheio de pedras para mostrar que, agora, teria condições de honrar a palavra. A notícia correu a cidade feito o tatu com medo dos caçadores. Em pouco tempo, já havia alcançado as praças tradicionais do garimpo. Em conversa com o CORREIO no topo da serra, onde foi aberto o primeiro serviço de extração de ametista, Galego tem outra versão, na qual o tatu não faz parte. Nem de caçar gosta, ressalta, embora o lombo de catitu estendido para a salga na cabana dele deixe dúvidas. O herói de Sento Sé atribui a descoberta a Deus. “Pedia que Ele desse um sinal e mostrasse pra mim um jeito de ajudar meus irmãos que passam fome e não têm dinheiro pra comer. Deus me deu essa luz e pude dividir a riqueza que está aqui com todos eles”, afirma Galego. Mas por lá pouco importa a versão verdadeira. Como diz José Lino de Oliveira, o Zé Macambira, ex-garimpeiro de 79 anos que virou vendedor de pedras, “O Senhor tinha algum plano através dele. Galego está salvando a vida de muita gente”. Fonte: Jairo Costa Júnior/Correio24Horas




VIOLÊNCIA NA BAHIA: MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O HOMEM QUE FOI MORTO A TIROS NA ZONA RURAL DE FILADÉLFIA


Um homem identificado pelo pré nome de Elielton, foi assassinado com cinco tiros neste sábado por volta de aproximadamente 17:30, quando se encontrava em sua residencia na localidade de Muquém zona rural do município de Filadélfia, de acordo com as primeiras informações chegadas até a nossa redação, a vitima iria realizar uma festa na noite do mesmo sábado em seu quiosque la na localidade de Muquém, e minutos antes de morrer tinha saído do quiosque para ir em sua casa que fica próximo, quando já em casa foi abardo por dois homens que armados deflagraram os cinco tiros matando a vitima na hora, ainda de acordo com informações, horas antes do homicídio na zona rural de Filadélfia, os atiradores haviam tomado de assalto a caminhonete de um ex-prefeito da cidade de Antonio Gonçalves, e no momento em que chegaram na residencia de Elielton, os mesmos estavam de posse do veiculo tomado em assalto. blog Emcimadanoticia1


Van que faz linha de Espanta Gado a Senhor do Bonfim, passando por Ponto Novo foi assaltada por três criminosos na BR


Na manhã desse sábado dia 27, por volta das 11h40min, três assaltantes, sendo dois homens e uma mulher, se passando por passageiros, deram sinal de parada nas proximidades da entrada do povoado de Tanquinho (Três Morros), quando o motorista Deivid, que faz transporte alternativo de Bonfim a Ponto Novo, seguia para a cidade de Ponto Novo com sua Van, com 15 passageiros a bordo. Ao embarcarem os bandidos deram voz de assalto obrigando o motorista a seguir por uma estrada vicinal e roubaram aproximadamente R$ 1.800,00 dos ocupantes incluindo o motorista, inclusive aparelhos celulares, após o roubo os bandidos entraram em um carro preto que dava apoio. As vítimas registraram queixa na DT/Bonfim. Fonte: Blog do Netto Maravilha

Acidente: Viatura capota e cinco policiais militares ficam feridos na Bahia


BR-324, no município de Amélia Rodrigues


Cinco policiais militares ficaram feridos após uma viatura capotar em um trecho da BR-324, no município de Amélia Rodrigues, região metropolitana de Feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador. O acidente ocorreu no final da tarde deste sábado (27). Os policiais feridos trabalham na 20ª Companhia Independente da Polícia Militar de Santo Amaro. Em nota divulgada à imprensa neste domingo, a Polícia Militar informou que os fatores que motivaram o acidente serão apurados em um Inquérito Técnico instaurado pela corporação. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), chovia no momento do acidente e a pista estava molhada. Os feridos foram encaminhados ao Hospital Geral Cleriston Andrade, em Feira de Santana; A PM informou que todos as vítimas do acidente estão bem. Conforme a corporação, quatro sofreram leves escoriações e foram liberados ainda na noite de sábado (27). Uma policial que teve uma lesão mais grave ficou sob observação e teve alta médica somente na manhã deste domingo. Fonte G1

domingo, 28 de maio de 2017

Lava Jato: O "inimigo" Gilmar Mendes

Lava Jato


A PGR, chefiada por Rodrigo Janot, trata o ministro do STF Gilmar Mendes como inimigo da Lava Jato, segundo a coluna Expresso, da Época.
"O que era um mal-estar constante se tornou uma convicção. As rusgas entre os dois lados vão longe."

Augusto Nunes critica Gilmar Mendes: “primeiro ministro a aderir a ‘suruba’ do Jucá”   

Nunes: “Gilmar Mendes acha que é o ‘Arnaldo’ dos três poderes”

 

Dilma "pediu cabeça" de Saud a Joesley da JBS


"Presidenta Inocenta..."


Ricardo Saud, um dos delatores da JBS, trabalhou pela eleição de Eduardo Cunha à presidência da Câmara. Segundo o Radar de Veja, "seu empenho foi tamanho que Dilma Rousseff pediu sua cabeça a Joesley Batista, que, depois de alguma relutância, a concedeu. Durante alguns meses, Saud ficou afastado de Brasília. Nesse período, espalhava que contaria tudo o que sabia sobre Joesley. Quando as investigações se aproximaram do grupo, o dono da JBS organizou uma temporada para ele nos Estados Unidos. Ao resolver delatar, repatriou Saud." Hoje, ele está novamente nos EUA, tendo embarcado "no aviãozinho de Joesley rumo à liberdade".

sábado, 27 de maio de 2017

Delação premiada da JBS: "Não sou favorável a uma revisão prematura" do acordo com Joesley



Advogado criminalista responsável pela negociação das delações premiadas das construtoras Câmargo Corrêa e da Andrade Gutierrez, o professor da FGV-SP Celso Vilardi disse ao Globo que ainda é cedo para se debater a homologação e os efeitos da colaboração dos irmãos Batista, da JBS, na Lava Jato.
"Acordos de colaboração e leniência devem ser dilatados em função daquilo que o colaborador trouxe para o Estado. Isso só pode ser verificado mais adiante. Por isso, não sou favorável a uma revisão prematura."
Para Vilardi, segundo o jornal, a revisão só faria sentido caso se verifique que os delatores entregaram menos informações do que prometeram ou se fatos listados não se mostram “absolutamente comprováveis”.
De resto, a homologação das delações de executivos limita-se a aferir a “regularidade, a voluntariedade e a legalidade do acordo, sem que ocorra juízo de valor a respeito das declarações do colaborador”.
Foi justamente o que o ministro do STF Edson Fachin alegou para rebater as críticas que vem sofrendo após a delação de Joesley Batista.
Segundo a Coluna do Estadão, Fachin disse, "entristecido", que cabe ao Supremo analisar questões formais e não o conteúdo da denúncia.

A DELAÇÃO DA JBS É TUDO ISSO?

Áudio expõe bronca de Aécio Neves em Zezé Perrella

  Aécio em Perrella


“Olhe, poucas vezes eu vi uma declaração tão escrota”.
Foi o que disse Aécio Neves (PSDB-MG) a Zeze Perrella (PMDB-MG), em telefonema de 13 de abril, interceptado pela Polícia Federal na investigação do caso da JBS.
Motivo: Perrella havia afirmado à rádio Itatiaia que o Brasil atravessava um "mar de lama" e acordava "estarrecido" com a lista de investigados decorrente da delação da Odebrecht. (O Antagonista)

STF: Ministro Barroso é contra mudar termos de delação homologada


"Uma vez homologada, a delação deve prevalecer sem nenhum tipo de modificação futura". Foi o que disse o ministro do STF Luís Roberto Barroso à Folha. "A delação só faz sentido se o colaborador tiver a segurança de que o acordo feito será respeitado. Se ela puder ser revista, em breve o instituto deixará de existir." Barroso se posicionou contra a mudança dos termos negociados pela PGR com o grupo JBS, de Joesley Batista, mas se absteve de comentá-los. "Não li o acordo, e portanto não tenho condições de opinar."

Luis Roberto Barroso massacra 'golpe' de Gilmar Mendes

Barroso: "A jurisprudência não pode ir mudando de acordo com o réu"


Luís Roberto Barroso se opõe à ideia de GIlmar Mendes de rever a decisão do STF que, por 6 votos a 5, determinou a prisão de réus condenados em segunda instância.
O Judiciário não pode servir como "um instrumento para perseguir inimigos e proteger amigos", disse Barroso, agora que a Lava Jato chegou a Michel Temer (PMDB) e Aécio Neves (PSDB). "A jurisprudência não pode ir mudando de acordo com o réu".
O Antagonista destaca as demais declarações do ministro à Folha sobre o tema:
"Você só muda a jurisprudência quando existe mudança na realidade ou na percepção social do direito. Não aconteceu nem uma coisa nem outra".
"É preciso mostrar às novas gerações que o crime não compensa e que o mal não vence no final. Será uma pena se o Brasil retroceder nisso".
"Voltar ao modelo anterior é retomar um sistema que pune os pobres e protege os criminosos que participam de negociatas com o dinheiro público".
"O risco de impunidade dos criminosos de colarinho branco continua real, e a percepção da sociedade é de que a Justiça precisa enfrentá-los com punições mais céleres".

Coorpin: Vaqueiro recebe R$ 1 mil para furtar rebanho de R$ 300 mil na Bahia


6ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior


Das 150 cabeças de gado, furtadas nas últimas semanas de fazendas de Itaju do Colônia e Santa Cruz da Vitória, policiais das Delegacias Territoriais (DTs), das duas cidades , já recuperaram, até esta quarta-feira (24), 84 delas, naquela que já é considerada a maior apreensão de gado realizada na região. Os animais furtados estão avaliados em R$ 300 mil e o volume já recuperado está custando aproximadamente R$ 168 mil. Em duas semanas de investigações, os policiais já descobriram que um vaqueiro, identificado pelo prenome de Maroaldo, teria recebido R$ 1 mil para subtrair as 150 cabeças. Ele está sendo procurado. De acordo com o delegado Miguel Cicerelli, titular da DT/Itaju, a operação conjunta da 6ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), com sede em Itabuna, batizada de Abigeato, continua até todos os animais furtados forem recuperados.



Bárbara Cruz a filha gostosa do Eduardo Cunha e Claudia Cruz atrai milhares de seguidores com vida de luxo

 milhares de seguidores com vida de luxo
Bárbara Cruz a filha gostosa do Eduardo Cunha e Claudia Cruz atrai milhares de seguidores com vida de luxo

Vida de puro luxo


Aos 19 anos, Bárbara Cruz da Cunha, filha de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e da jornalista Cláudia Cruz segue normalmente sua vida de luxo apesar da prisão do pai e do envolvimento da mãe na Lava Jato (ela foi absolvida apenas num dos processos). Em seu perfil no Instagram, a estudante de Publicidade e Propaganda compartilha fotos de looks e viagens, além de visitas a restaurantes sofisticados do Rio.

Filha de Eduardo Cunha e Claudia Cruz, Bárbara atrai milhares de seguidores com vida de luxo Foto: Reprodução Instagram
 Com quase 30 mil seguidores na rede social, Bárbara ou Babu, seu apelido, diferentemente dos três irmãos do primeiro casamento de Cunha mantém seu perfil aberto e faz questão de compartilhar inúmeros momentos com o namorado, o publicitário Pedro Annecchini Bleuler, sócio de quatro empresas do ramo de engenharia. A mãe coruja sempre comenta as publicações românticas da filha com corações e aplausos.
Filha de Eduardo Cunha e Claudia Cruz, Bárbara atrai milhares de seguidores com vida de luxo Foto: Reprodução Instagram
 Formada pela British School, Bárbara gasta seu inglês pelo mundo e nas legendas das fotos, mesmo quando come um mero sanduíche. Uma das viagens inesquecíveis da moça foi sua visita a Barbados, em 2015. Foi no Caribe que ela e a mãe encontraram paz, três meses após a citação de Cunha na Lava-Jato, em janeiro de 2015, e dele ir à CPI da Petrobras dizer que era inocente. A jovem sequer fica em cima do muro ao demonstrar orgulho do pai: “Homem da minha vida”.
Bárbara com blusa da grife Balmain, que não sai por menos de R$ 700 Foto: Reprodução Instagram

No dia 30 de março, data de condenação de Cunha a 15 anos de prisão, Bárbara esteve no restaurante Gurumê e postou a foto do belo prato Foto: Reprodução Instagram

Um dia antes de Cunha ser preso, em outubro, Bárbara Cruz da Cunha posta uma foto ao lado do namorado numa balada Foto: Reprodução Instagram

Bárbara Cruz da Cunha com o namorado, publicitário Pedro Annecchini Bleuler Foto: Reprodução Instagram

Bárbara Cruz da Cunha com o namorado, o publicitário Pedro Annecchini Bleuler Foto: Reprodução Instagram

Três meses após o pai ser citado, em 2015, Bárbara viajou com a mãe Cláudia para o Caribe. Enquanto isso, Cunha se dizia inocente na CPI da Petrobrás Foto: Reprodução Instagram

Três meses após o pai ser citado, em 2015, Bárbara viajou com a mãe Cláudia para o Caribe. Enquanto isso, Cunha se dizia inocente na CPI da Petrobrás Foto: Reprodução Instagram

Bárbara Cruz da Cunha se formou na British School Foto: Reprodução Instagram

Bárbara Cruz da Cunha no colo da mãe Cláudia Foto: Reprodução Instagram

Bárbara Cruz da Cunha com a mãe, Cláudia Foto: Reprodução Instagram

Bárbara Cruz da Cunha com a mãe, Cláudia Foto: Reprodução Instagram

Rei do tráfico em Jacobina caiu na mão da Coorpin e foi preso pela PRF e PM, no município de Capim Grosso


Xadrez do Crime


Um dos criminosos mais procurados pela polícia em Jacobina e região, e Rei do Tráfico no tabuleiro do Xadrez do Crime, foi preso com drogas na noite de ontem (25) na BR-324, no município de Capim Grosso. Elder é um dos líderes de uma quadrilha que atua na região e tinha mandados de prisão por crimes como homicídios e tráfico de drogas. O traficante foi preso durante uma operação conjunta entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Polícia Militar, em Capim Grosso. Com ele, os policiais encontraram 7 kg de pasta base de cocaína escondidas no banco de um carro. De acordo com a polícia, Elder comandava o tráfico de drogas no bairro Caixa D’água, em Jacobina, e lidera uma facção criminosa que atua em alguns bairros da cidade. O criminoso ordenou e executou vários homicídios na região. Ele havia entrado recentemente para o Xadrez do Crime da Polícia Civil de Jacobina. Agora, o Rei do Tráfico toma um xeque-mate da polícia e responderá pelos crimes na Justiça. Ao Jacobina Notícias, o delegado Dr. Eduardo Brito, que é coordenador da 16ª Coorpin, disse que o criminoso foi “flagranteado na delegacia de Jacobina e os mandados em abertos que haviam contra ele foram cumpridos”. Fonte: Jacobina Notícias



Duque anexa à delação detalhes de encontros com Lula e esquema de propina

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

O ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque detalhou os encontros com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o esquema de propinas envolvendo a Sete Brasil. As informações constam em pelo menos dois anexos de sua delação premiada, de acordo com a colunista Andréia Sadi, do G1. Duque detalha que o dinheiro de propina da Sete Brasil teria abastecido contas do PT, de José Dirceu e do próprio Lula. O ex-ministro Antonio Palocci teria gerenciado os valores desviados para o presidente na época em que estava no governo. A informação deverá ser confirmada por Palocci em delação. No outro anexo, o ex-diretor da estatal fala dos encontros com Lula, como o que ocorreu no hangar do aeroporto de São Paulo, em 2014. Lula confirmou o encontro disse que pediu a João Vaccari Neto que marcasse a reunião. Duque detalhou que o registro das passagens são os voos JJ 3929 e JJ 3944, ida e volta Rio-Congonhas. Uma fonte que optou por não se identificar afirmou à publicação que a versão de Lula, quem pediu o encontro no hangar após relatos na mídia de uma conta no exterior, será confrontada. Interlocutores de Duque sustentam que até a data do encontro não havia notícia consistente de conta no exterior pertencente ao ex-diretor. O delator acrescentou que o encontro ocorreu em 2 de junho de 2014.

Seca na Bahia: Agricultores falam sobre situação do Projeto de Irrigação de Ponto Novo

Agricultor Agenor

Na manhã desta sexta-feira (26) em entrevista ao repórter Felipe Fister, da Rádio Paiaiá FM, agricultores relataram a situação em que passa o Projeto de Irrigação de Ponto Novo, causada pelo longo período de estiagem. Segundo o agricultor Agenor, hoje os moradores do Projeto de Irrigação passam por dificuldades no abastecimento humano, que vem sendo feito por carros pipas, segundo o mesmo, faltou pulso de governantes em prol do Projeto. “Foi retirada também a água potável, a água do consumo humano aqui no Projeto de Irrigação hoje a gente está recebendo de carro pipa”. “Faltou pulso dos governantes para impedir de ser retirada a água do consumo humano desses nordestinos sofredores”. Afirmou o agricultor. O longo período de estiagem atinge a economia do município, dificultando a sobrevivência dos agricultores, como o sr. Osmar, que já planeja sair do município para buscar melhores condições de trabalho. “Já estava reunido ontem com meus irmãos para a gente sair fora daqui, porque não tem como nós sobrevivermos aqui, a sobrevivência daqui está difícil e cada dia que passa está pior”. Afirmou. Web Interativa

Agricultor Osmar

PF recupera R$ 480 mil que suposto operador de Aécio escondeu antes da Patmos

Foto: Reprodução/ Pragmatismo Político

No relatório da Polícia Federal sobre a Operação Patmos, um agente da PF informa ter identificado o local de esconderijo e recuperado R$ 480 mil que Mendherson Souza Lima - assessor do senador Zezé Perrella (PMDB-MG) - teria buscado em São Paulo na data de 03/05/2017, como parte do valor de propina acertado entre o senador Aécio Neves e o empresário Joesley Batista. Isso foi possível graças ao próprio Mendherson, que, após ser preso, levou a PF ao local onde admitiu ter escondido o valor após a notícia sobre repasses indevidos da ordem de R$ 2 milhões na noite da quarta-feira 17 de maio, na véspera da operação. Segundo a investigação da Procuradoria-Geral da República, Mendherson teria atuado na operação para receber o dinheiro em nome de Aécio Neves junto com o primo do senador afastado, Frederico Pacheco de Medeiros. Após ser preso, na quinta-feira, 18, Mendherson disse que escondeu o dinheiro na casa da sogra por ter ficado assustado com as citações ao seu nome em meio às notícias de um suposto pagamento de propina a Aécio Neves. A informação de que o senador Aécio Neves teria pedido e recebido R$ 2 milhões indevidos da JBS surgiu na noite da véspera, 17. "Segundo as informações repassadas pelo investigado e presenciadas pelas testemunhas presentes no endereço da busca citado, na noite do dia 17/05/2017, após o alvo ter presenciado a divulgação de notícias dando conta de delações da empresa JBS e de um suposto esquema de pagamento de propinas ao Senador da República Aécio Neves, verificando-se inclusive citações ao seu nome, assustado com as mesmas, o alvo decidiu por pegar parte do dinheiro que estava guardado em sua residência para levá-lo para um local que não estivesse relacionado ao seu nome", diz o relatório. "Assim, deslocou-se com duas sacolas contendo aproximadamente 480 mil reais e levou até a cidade de Nova Lima, pedindo para sua sogra que ali reside (Rua Paraná), de nome Azelina Rosa Ribeiro, para guardá-los em local seguro, sem que a mesma soubesse do seu conteúdo", continua o relatório. Após ser preso, Mendherson tomou a iniciativa de ir junto com os agentes da Polícia Federal até o endereço que indicou. "No local, com Auto de Consentimento de Busca da Moradora, a equipe policial adentrou o recinto juntamente com o investigado, logrando a localização das duas sacolas com diversos pacotes com cédulas de 100 reais, escondida num dos quartos da residência", disse o policial. As sacolas e as cédulas foram arrecadadas no local. Segundo a PF, foram "devidamente conferidas e apreendidas em sede policial". A Operação Patmos foi deflagrada no dia 18 de maio no curso da investigação contra o presidente Temer, o senador Aécio Neves e o deputado federal Rodrigo Rocha Loures. por Breno Pires | Estadão Conteúdo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha lista de blogs

Google+ Followers